Blog

Mindfulness

Mindfulness ou consciência plena é um estado que resulta da nossa atenção voluntária para o que acontece no momento presente. Significa agir ou dirigir a atenção deliberadamente para o momento presente, sem qualquer tipo de julgamento.

O Mindfulness baseia-se na noção de que em qualquer situação das nossas vidas podemos ser influenciados pelos nossos pensamentos, emoções ou sensações corporais sem realmente ter consciência desse facto.

Mais do que um conjunto de atividades, ajuda a desenvolver uma atitude positiva perante a vida, sendo que a prática regular das atividades de mindfulness ajuda as crianças a alcançar um estado de consciência e calma e de atenção focada, facilitando o autoconhecimento, a aceitação de si, a autorregulação do seu comportamento, a consciência do momento presente e o modo de alcançar maior bem-estar e felicidade.

Diversas investigações científicas assinalam benefícios potenciais do mindfulness em crianças ao nível da memória, concentração, ansiedade, autocontrolo, empatia e compreensão dos outros, habilidades de resolução de conflitos, saúde mental e bem-estar.

Numa sociedade cada vez mais stressante, em que não queremos falhar como profissionais, como pais, temos a necessidade de aderir a práticas de mindfulness. O treino permite aos seus utilizadores uma forma de reagir mais racional, mais ponderada, trazendo benefícios na qualidade de vida.

As atividades que proponho têm uma duração de aproximadamente cinco minutos. A sua repetição regular em casa com a ajuda dos pais pode aumentar o seu impacto.

 

Respiração

A respiração é uma maneira simples de focar a atenção e de entrar em contato connosco. Podemos usar a respiração sempre que sentimos que precisamos de estar mais atentos ou conscientes.

1º Sentem-se ou deitem-se confortavelmente. Vão prestar muita atenção à respiração. Quando o ar entra pelo nariz, quando estamos a inspirar e quando o ar sai pela boca, quando estamos a expirar.

2º Prestem atenção ao que acontece quando inspiram e expiram. Inspirem e expirem profundamente, enchendo o peito de ar na inspiração e esvaziando o peito na expiração.

3º Concentrem-se na vossa respiração. Onde está o ar que entra? Por onde é que vai sair? Na inspiração sintam o ar nos pulmões. Na expiração o ar sai dos pulmões e o nosso peito fica mais pequeno.

4ºColoquem a mão no abdómen, conseguem sentir o abdómen a respirar?
Quando inspiram, o abdómen expande-se e quando expiram o abdómen diminui. Continuem sentados ou deitados e concentrem-se apenas na respiração.

5º Deixem os pensamentos “ir e vir”, tentem não lhes prestar atenção, concentrem-se apenas na respiração.

Após terminar a atividade, diga às crianças que a respiração é uma maneira muito simples para focarmos a nossa atenção e que podem fazer esta atividade na escola ou em casa sempre que sentirem que precisam de estar mais conscientes, mais calmos ou quando algo não corre bem.

 

Bolhas

1º Sentem-se confortavelmente e fechem os olhos.

2º Imaginem bolhas a aparecer à vossa frente. Estão a flutuar por cima das vossas cabeças e cada uma delas contém um pensamento, um sentimento ou uma sensação.

Olhem para a primeira bolha que aparece.
O que é que diz? Reparem no pensamento, observem-no e deixem-no ir.

Agora observem outra bolha a subir. O que é que esta diz? Observem-na e depois deixem-na ir lentamente. Continuem a observar as bolhas que vão aparecendo e deixem-nas ir.
Quando estiverem preparados abram os olhos e reparem em como se sentem.

Dê algum tempo às crianças para continuarem a reparar nos seus pensamentos e depois digam-lhes para abrir os olhos e ver como se sentem.

 

Texto por Dra. Sofia Araújo

Licenciada em Psicologia em 2002, é membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses. Possui especialização em consulta psicológica e psicoterapia em crianças e jovens e em Psicologia do Desenvolvimento pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra. Atua nas mais variadas áreas de intervenção.
E-Mail: cdsofiaaraujopsic@gmail.com
#conselhosdadrasofia